A Última Ceia

Sempre quando falamos em última ceia lembramos daquele quadro decorativo que existe na maioria das cozinhas cristãs onde Jesus partilha o pão com todos os seus discípulos. Além do seu valor religioso ele pode nos trazer diversas reflexões sobre o que realmente gostaríamos de fazer antes de morrer ou sobre a quantidade de protocolos sociais que nos são impostos.

Na constituição brasileira não está prevista a pena de morte, o que nos deixa um pouco distante de nos imaginarmos na mesma situação que Cristo enfrentou. Porém, ainda há alguns países onde a pena de morte é aplicada. E, o designer gráfico James Reynolds resolveu registrar os últimos desejos de presidiários que tiveram que escolher quais seriam suas últimas refeições.

Há quem acredite que para se ter uma vida com um grau de realização satisfatório é preciso vivê-la como se cada dia fosse o último. Mas, me colocando no lugar desses detentos eu achei um motivo para discordar: por mais que essas últimas refeições sejam degustadas com toda intesidade possível elas jamais se equipariam a uma bolo de aniversário, (pricipalmente se o aniversariante tiver 4 anos de idade =]). Talvez, esse pensamento de se "viver cada dia como se fosse o último" contenha traços de uma melancolia dos nossos tempos atuais...

Pelo menos essa é a impressão que eu tenho ao olhar essas bandejas.


E você, já imaginou o que desejaria comer durante a sua última ceia?