Aos 21

Aos 21 anos de idade tenho certeza de um coisa: eu tenho sim, muitos defeitos. Aos 81 anos de idade sei que terei essa mesma certeza, porém, não desisto de me lapidar. Querer ficar em estado bruto a vida toda; este sim é o pior defeito...

Mas, enquanto isso, vamos a bailar!? =D

...

Tal Pai, tal Filho


Ok! Ok! Eu era novinho e já tinha cara de homem-bomba kkk (ou, qualquer outra coisa não muito amigável). Ou seja, estava estampado no meu rosto um instinto de revolta. o/

Brincadeiras a parte esses dias me veio a lembrança de um momento muito curioso da minha infância.

Eu devia ter uns 4 ou 5 anos de idade...

Meu pai e eu estávamos em Campinas e na hora de voltar para casa decidimos passar por um boteco qualquer só para satisfazer as necessidades fisiológicas e tal. Com pressa para não perder o ônibus fomos fazer xixi (não riam) no mesmo vaso.

Enfim, aquilo era constrangedor para mim e meu xixi travou. Meu pai exigiu mais agilidade na esguichada, mas aí a vergonha ficou maior. Na tentativa de argumentar disse que a dificuldade surgiu pois a quantidade de líquido contido na minha bexiga era pouco, e que ainda não tinha o músculo pélvico tão desenvolvido e estava em grande desvantagem em relação aos seus “dotes”.

Foi nesse instante que o meu pai me revelou:

-Filho, nós fazemos parte de um antigo clã intergalático no qual o Criador privilegiou todos os nossos ancestrais, contemporâneos e futuros descendentes com essa vantagem física em relação aos outros machos da espécie. E você faz parte dessa antiga descendência e também foi contemplado com um “dote” avantajado...

Depois de uma breve pausa, ele continuou:

-Porém, esteja certo de uma coisa: o seu pinto nunca será tão grande quanto o meu =P.


kkkkkkkkk

Eu tive uma educação conservadora, na verdade sem muitos diálogos “modernos”. Mas, o meu pai, minha referência... me trollando é trash =P.

Uma lembrança muito boa que faço questão de dividir com vocês. Diálogo entre pai e filho não tem preço, quem dera todas as famílias vivenciassem essa forma de transmissão de conhecimento neah...

=]

Namastê!

...

Melado

Muitas pessoas se enganam ao usar adoçante nos sucos de laranja, e pagam caro por um final amargo. Quando eu quero adoçar as coisas que amo faço eu mesmo o mel das flores de laranjeira...

...

Reevolução (parte VII - final)


Estar imune às utopias é primeiro passo solidificarmos ideais de mudanças. Compreender os motivos pelos quais estamos em situação desfavorável, situarmo-nos no mundo real e obtermos consciência do meio é primeiro passo para traçarmos o nosso plano. Ser realistas o suficiente para propormos mudanças palpáveis é o primeiro passo para ganharmos adeptos. Entender que muitas ações a princípio não darão certo e que todas elas devem servir de aprendizado é o primeiro passo para nos manter dispostos. Utilizar ao máximo a criatividade e astúcia é o primeiro passo para não sermos previsíveis. Lutar sem dar trégua, com justiça e lealdade é o primeiro passo para nos tornarmos revolucionários.

Tudo começa com um primeiro passo... E a nossa caminhada só terá início quando nós dermos o nosso primeiro passo.

Malcom X, Gandhi, Lennon, Che Guevara, Bob Marley, Martin Luther King... Todos esses caras já fizeram a sua trajetória. Cada um ao seu estilo lutou por aquilo que considerava um mundo melhor. Muitas vezes pensamos que é impossível repetir tais acontecimentos novamente, e na verdade é impossível repeti-los fielmente. Os tempos agora são outros e muita coisa mudou...

Nossos inimigos aprimoram constantemente suas técnicas de opressão, nos prendem dentro das teias cada vez mais complexas de um sistema explorador. Nossas referências e raízes são importantes e nelas estão o caminho que devemos retomar.  Mas, fazer igual aos nossos mestres talvez não baste, se almejamos de fato uma mudança temos que fazer mais. Temos que ousar assim como eles ousaram, temos que enxergar além do nosso tempo assim como eles enxergaram, temos que confiar em nós mesmos assim como eles confiaram.

Existem muitas armadilhas por trás dos roteiros cinematográficos, afinal, nossos inimigos nos deram as TV's para nos alienar. Porém, nada pode apagar o brilho das antigas Revoluções, pois elas nos mostram que é possível a vitória dos oprimidos sobre os opressores. Mostram que vale apena desenvolver autoconfiança, acreditar no nosso potencial de mobilização e no nosso sexto sentido aguçado.


Vamos lapidar as antigas técnicas de combate, temos que evoluir e fazer uma Reevolução o/. Revolucionar o próprio modo de se fazer Revolução, evoluir, nos aprimorarmos como resistentes, como rebeldes e como seres humanos. Reevoluir e retomar o verdadeiro caminho do progresso coletivo, igualdade de direitos e oportunidades. Estabelecer uma sociedade onde o desenvolvimento sustentável, o amor e a verdade sejam a sua única finalidade. Um progresso em harmonia com Deus, a natureza e o próprio homem.

Viva la Reevolución! o/


-----------------------------------//----------------------------------- 
Salve Galera!

Quero agradecer a todos que acompanharam essa série de textos  cometaram e me incentivaram a terminar =D. Foi o maior texto que já escrevi. Acho que bateu um espírito de Jogos Mortais, enfim rs. Tive até um frio na barriga... eu não escrevi tudo para depois postar, fui escrevendo aos post por post e tentei tomar  um baita cuidado para não perder a linha de raciocínio e espero ter conseguido =].

Este post faz parte de uma sequência de sete e quem tiver curiosidade de ler os outros eu trago aqui as partes I, II, III, IV, V e VI.

Eu indico também esses artigos que eu li sobre a Revolução Cubana, vale a pena clicar: Revista Fórum, Historiazine e Um Sabado Qualquer.

E para terminar a música O Inimigo da banda Ponto de Equilíbrio
que me inspirou muito o/.


Abrç a todos

=]

...