Dramaturgia

Ao assistirmos um bom filme pela primeira vez somos dominados por uma forte sensação de empolgação e deslumbramento que nos traz um imenso prazer naquela hora. As emoções inéditas, surpresas no decorrer da trama e a espera de um desfecho nos fazem perder a noção da série de detalhes que foram necessários para produzir aquele filme. E é justamente por isso que nos envolvemos com a história por que não sabemos o final dela. 

Afinal, quem nunca assistiu um bom filme no qual marcou a sua vida? E quem nunca quis assisti-lo novamente em uma outra oportunidade? =].

 
Ao assistir um filme pela segunda vez nós temos basicamente duas possibilidades. Podemos assisti-lo com um olhar mais técnico observando melhor a atuação dos atores, o posicionamento câmeras, o figurino, etc. Ou, podemos vê-lo com aquele mesmo olhar que tínhamos antes de assisti-lo, ou seja, um olhar puro o suficiente para nos envolvermos com a mesma história outra vez. 
Do primeiro modo temos uma tendência inconsciente de achar tantos defeitos no filme que vamos aos poucos perdendo o interesse até chegar num ponto que ele se torna um puro tédio. Já da segunda forma iremos desfrutar de uma viagem agradável, apesar de sabermos o final da história ainda poderemos nos encantar com as surpresas do roteiro. Pois, vamos viver aquele personagem como um ser desconhecido. 

Refletindo sobre isso percebemos que a mesma coisa acontece com as memórias da nossa vida. Quando remoemos constantemente o passado com excesso de julgamentos acabamos por estragar o melhor das nossas experiências vividas. Tudo perde o encanto e nos traz um sabor amargo. 

Sendo assim, para guardarmos as nossas lembranças de forma com que elas fiquem bem preservadas temos que lembrar dos momentos que vivemos como se nunca tivéssemos de fato os vivido. É exatamente isso! É relembrar como se não soubéssemos o final das nossas histórias. Fazendo assim, podemos não só relembrar e sim reviver as experiências que um dia nos trouxeram tantas alegrias. Faça um teste... =]

E tudo será sempre colorido, não desbotará e nem perderá o brilho...

Quanto a tudo o que foi dito só tenho a declarar que: eu não enjoo de assistir "Piratas do Caribe", relembrar os bons momentos da minha existência e rir das bobagens que já fiz. =P. kkk

...