Vingança

“A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena” (Seu Madruga) =]

Nesses últimos dias eu venho tentando escrever sobre vingança e tal, e o que mais me surpreendeu foi justamente não conseguir escrever sobre esse sentimento que todos sabem exatamente o que é, porém é tão difícil de se definir.

O que é vingança?

...

Vingança é uma atitude movida pelo rancor que um indivíduo toma afim de prejudicar algo/alguém que ao seus olhos o prejudicou. Ou seja, é uma potencialização de um sofrimento revertido numa tentativa de fazer com que quem o provocou sinta o mesmo, ou algo pior. Esse sentimento pode vir aliado também a uma ilusão de que a pessoa da qual estamos nos vingando nunca mais irá fazer o mesmo mal a ninguém (e principalmente a nós mesmos).


O que me assusta as vezes é o ar divino que a vingança toma no nosso dia a dia. A nossa sociedade querendo ou não contempla a vingança, infelizmente. Ela é normalmente encarada como uma ferramenta para que as pessoas não sofram com as maldades alheias. É uma carta na manga que pode ser usada até como um cartão de visitas:

-Olhem eu sou do bem, mas não pisem no meu calo!

É como nos filmes onde o mocinho que se vinga do vilão acaba sendo aplaudido e exaltado por suas façanhas. E é legal por que nós sempre nos sentimos o mocinho no nosso dia a dia, com o mundo todo conspirando pela nossa derrota, querendo nos ver na lama... Nós incorporamos esse personagem de seres angelicais e ingênuos que não sabem se defender, porém, sabem muito bem se vingar.

É curioso isso não?



O mais curioso mesmo é dizermos que somos pessoas boas com essa sede de vingança dentro de nós. Sede essa que nunca se saciará por que vivemos bebendo água com sal. E quanto mais bebermos dessa água mais prejudicaremos a nossa essência. Ficaremos ressecados e debilitados por dentro e sem nenhuma possibilidade de vislumbrar um estado de espírito mais ameno e em harmonia com o nosso Criador. 

O amor é uma ladeira e para desfrutar do melhor dessa aventura é necessário soltarmos o freio. O rancor é o freio para quem quer caminhar rumo a um desenvolvimento de si como pessoa. Portanto, precisamos nos desapegar de qualquer rancor para termos uma felicidade plena de fato.
  
A vingança em si não resolve nada, não traz nenhum ensinamento para nenhum dos lados envolvidos. A vingança apenas alimenta o ego de quem está querendo machucar o ego do outro. As pessoas não se vingam do outro, na verdade elas se vingam delas mesmas sem perceber. Um espírito vingativo não tem paz dentro de si, pois vive em constante estado de alerta como se estivesse preparando-se para se vingar de todos ao seu redor. A vingança só nos faz igual ou pior a quem nos fez algum mal. Fazendo de nós apenas herdeiros de um ciclo vicioso de energias negativas que se alimenta dos mais pequenos gestos de hostilidade até a explosão de uma bomba atômica.

...