Natal Digital

Quando estamos ás vésperas do Natal certos sentimentos afloram e ficam bem polarizadas no nosso cotidiano. Há pessoas que adoram o Natal por diversos motivos, sejam eles religiosos ou até mesmo capitalistas. E, existem pessoas que odeiam o Natal por diversos motivos, sejam eles religiosos ou até mesmo capitalistas. rs

De fato é pouco provável Jesus tenha nascido no dia 25 de dezembro do ano 0 d.c (?). Ora, se o marco de nosso calendário é o nascimento de Jesus como ele viria a nascer depois da sua própria chegada? Curioso, não? Sem falar nas diversas teorias que nos dizem que o mais provável é que Jesus tivesse nascido de 3 a 7 anos antes do início dessa contagem.

Na verdade essa foi uma atribuição simbólica para podermos comemorar o aniversário do Cristo. E essa decisão não foi aleatória, o 25 de dezembro foi escolhido por ser a data do solstício de inverno do hemisfério norte, pois é nesse momento que o Sol saí da sua inclinação máxima retornando ao ângulo zero em relação a linha do Equador. A beleza dessa data consiste justamente nisso: o (re)nascimento dessa Luz que sai de um estado submisso as Trevas para retomar o seu posto de supremacia que é associada com Cristo que veio para iluminar o nosso caminho rumo a um progresso espiritual.

O único problema dessa data é que todo o lado sul do globo comemora fora desse contexto já que, o solstício de inverno por aqui acontece apenas em junho. Enfim...

O que as vezes passa desapercebido ao nascimento de Cristo é a misteriosa visita dos 3 Reis Magos do Ocidente que vieram de muito longe para presentear o novo “Salvador do Mundo”. Isso demonstra o quão grande era a sabedoria desses pagãos que não esperavam por Messias algum comparados ao tão sofrido povo judeu que clamava desesperadamente por sua vinda.

Como que essa massa que aguardava ansiosa e tinha conhecimento de todas as palavras dos Profetas não conseguiu sentir a forte presença do seu “Salvador” sendo que Ele estava próximo de se juntar ao seu povo? E, como que esses Reis pagãos que nem seguiam a doutrina do judaísmo tiveram o pressentimento de que o “Filho de Deus” chegaria logo mais na Terra?

É de se pensar...

É de se pensar também que o fato de entregar ouro como oferenda não significa que Rei Baltazar capitalizou o nascimento de Cristo, caso fosse essa a intenção ele lhe traria moedas. O ouro é um sinal de riqueza no mundo todo, pois o ouro tem um valor universal diferente de uma moeda qualquer. Assim como ouro nós podemos ter outras moedas universais como: amor, compreensão, respeito etc.

Porém, hoje em dia o Natal se tornou uma data fria e consumista fazendo com que os cifrões saltem dos olhos dos comerciantes. Com o efeito da globalização não vai ser muito difícil vermos na China lojas decoradas com enfeites de Natal onde a grande maioria da população não reconhece Jesus como o seu possível “Redentor”.

O Natal se transformou em dos clichês dos mais chatos que existem para as famílias que não tem a chance de participar dessa maré de ilusões sobre núcleos familiares perfeitamente reunidos e bem alimentados com peru e tender à mesa.

Mas, não há quem deixe esboçar um sorriso ao receber um embrulho vermelho com folhas verdes ou ver uma criança feliz ao abraçar o papai-noel. rs

http://youtu.be/tgtnNc1Zplc

...

Campanha Topblog 2011 - Resultado

Hoje estou aqui para contar a sobre o resultado o Prêmio Topblog 2011! =D

O Inconsciente Flutuante que já estava classificado entre os 100 melhores blogs do Brasil na categoria religião não conseguiu chegar entre os 3 primeiros colocados...

Notícia ruim? Claro que não! De modo algum eu o vejo assim. Essa campanha me trouxe uma grande alegria, pois eu vi o quanto as pessoas votaram e torceram para que o Blog ganhasse o tão cobiçado prêmio. E, de fato fizemos bonito! Durante a última votação em alguns momentos chagamos até a estar entre os 30 mais voltados. =D

Olhem só:


(clique na imagem para ampliar)

O fato é que mesmo não chegando entre os 3 primeiros o resultado foi excelente diante da dimensão do prêmio e da qualidade dos blogs inscritos.

Eu só quero agradecer a todos que votaram! E que, não só votaram como aderiram a campanha e pediram para seus amigos votassem também. Sem dúvidas considero esse circulo de amizades bem mais importante do que qualquer prêmio. O que eu quero mesmo ter é sempre inspiração para escrever algo interessante por aqui e compartilhar com pessoas tão legais... A lembrança que fica desse feito especial é o selo de top 100 que ficará no blog por mais um tempo que eu não sei exatamente qual é. rs =]

Agora nós temos o finalzinho desse ano e todo 2012 pela frente. E já aviso que o blog terá muitas novidades para o próximo ano!

Aguardem...

Nota: Ah... Sem esquecer de parabenizar os vencedores também! Que eles possam utilizar com sabedoria esse prêmio que lhes foi dado sem deixar de buscar sempre uma melhora de seus trabalhos.


Namastê!

...

Sonoplastia

Para você eu sou todo ouvidos...

Palavrear envolto de sorrisos,
fala que me encanta por si só.
Diálogos repletos de bom humor,
verbos isentos do menor pudor.

Conversas francas de olhos nus,
e, sem martelos ou julgamentos.
Um ao outro assim nos mostramos,
reatamos laços e nos absolvemos.

Depois um murmúrio, um sorriso...

Em mim logo uma música respinga,
nosso tema,nossa trilha sonora.
Reggae, Raul, Rita Lee, O Rappa...
No alternar ritmos tudo aflora.

De Van Halen cover à The Doors...
também cover... De Zeca Baleiro,
Teatro Mágico, Mato Seco à Psy
MPB, Mantras, Hardcore e Frevo.

Antes um sussurro, um gemido...

Da veneziana lambida pela chuva,
da cama que desarrumada ao luar.
Do lençol sufocado na madrugada,
do tapete molhado fora do lugar.

Do soar da pele sendo arranhada
aos segredos confessados em off.
E, muitos sons que ouço do nada...

Sinos do amor vibrando seu nome.

E, para você sou todo ouvidos...
Tato, olfato e demais sentidos.


=]

Miedo

Para entender do que se trata esse pensamento é necessário saber que, existem vários tipos de medo. E que de certa forma eles podem até ser divididos em categorias. =]

A ansiedade é aquele medo pequenininho que sentimos diante de algo que ainda está por acontecer. Ela tende a ficar maior conforme nos aproximamos de momentos dos quais não estamos “preparados” para enfrentar. O mais curioso é que ela se dissolve logo nos primeiros instantes em que a tão temida situação começa a se desenrolar. Esse tipo de medo parece bobo depois que tudo acontece e de certa forma é como se ele nunca precisasse ao menos ter existido. Na pior das hipóteses ele pode prejudicar o nosso desempenho nas mais diversas tarefas, ou até mesmo na vida. Num cenário mais otimista ele garante boas risadas ao percebemos que, aquele bicho de sete cabeças que criamos existia apenas no doce imaginário do nosso inconsciente.

O pavor é talvez o pior e mais agressivo de todas as categorias de medos imagináveis. Ele é o temor concentrado de tal forma que nos paralisa totalmente. É o estágio no qual a angústia toma conta totalmente de nós e não nos deixa prosseguir em nenhuma direção. Não existe raciocínio diante do pavor ele apenas imobiliza todos os nossos músculos e sentidos. É essa sensação que faz com que muitas pessoas deixem de superar os seus traumas passados ou até mesmo ousar a experimentar novos desafios durante e sua existência. A única situação que o pavor pode ser benéfico é na contenção de atitudes irracionais em defesa do própria vida como um dos instintos mais primitivos do ser humano.

E nós temos também o medo propriamente dito, esse sim, o meu favorito =]. A origem da palavra medo vem de média, ou seja, de quem está no meio: indeciso. O medo aparece sempre quando nos deparamos com algo desafiador a nossa frente. É ele quem faz com que todos os nossos sentidos fiquem aguçados e atentos ao contexto que nos rodeia. Ele nos bota contra a parede e nos exige decisões rápidas, exige a nossa intuição. O medo não impede ninguém de ir a lugar nenhum, muito pelo contrário, as vezes ele é o combustível. Sempre bem acompanhado de uma boa dose de adrenalina o medo pode até ser um vício para quem não gosta de monotonia.

Para tirarmos todas as dúvidas:

A ansiedade é como um surfista que mora longe do litoral e está prestes a se reencontrar com o mar e sente medo de não encontrar um dia ensolarado e ondas ideais para praticar o surf.

O pavor é o sentimento que pode fazer um surfista abandonar o surf mesmo sem deixar de ser apaixonado pelo esporte. Esse medo normalmente ocorre depois de um trauma como: se machucar, ter um princípio de afogamento, alguma perda emocional etc...

Quando um surfista se propõe a entrar no mar ele está ciente de todos os perigos que aquela atividade envolve, porém isso não o faz desistir de querer pegar a melhor onda. Ele apenas toma precauções, conta um pouco com sorte para que nada de mau aconteça e então desfruta da tão esperada sensação de adrenalina ao surfar =D. É assim que o medo propriamente dito se manifesta em nós.

É por isso que o medo nos faz tão bem e inclusive quando não conseguimos superá-lo. O medo é sem dúvidas um dos propulsores da nossa vida. O medo não é o lado negro e sim o tempero das nossas melhores experiências, pois ele valoriza as grandes conquistas. O medo te deixa focado nos seus objetivos. O medo faz você se mover e sair do estado de inércia diante do Universo. O medo faz você se sentir humano, e, principalmente: vivo. 

Sendo assim, não existe razão alguma para termos vergonha de temer algo.

O grande problema que a sociedade enfrenta hoje em dia é justamente a falta de medo. Eu confesso que, gostaria muito de viver num mundo cheio de medrosos. E, que gostaria de viver num planeta no qual alguns medos predominassem...

O medo de ser infeliz, o medo de não conseguir amar, o medo de ser injusto, o medo de não ser livre, medo de ficar sozinho, medo de ser manipulado, o medo de machucar um animal, o medo de fazer o mal, o medo de desperdiçar a vida, o medo de não dizer "eu te amo", o medo de mentir, o medo de não dividir, o medo de degradar a natureza, o medo de chorar e... o medo de não sentir medo outra vez. =]

Quem sabe um dia... pois para mim o medo é a grande virtude dos corajosos. o/


Namastê!
...

Campanha Topblog 2011 - 2° Turno

Salve! =D 

É com enorme alegria e satisfação que eu venho aqui contar a você sobre o resultado da campanha do Inconsciente Flutuante no primeiro turno do Prêmio Topblog 2011. O resultado foi o seguinte: 

O Inconsciente Flutuante está classificado para o segundo turno do Concurso, ou seja, ele ficou entre os 100 melhores blogs do Brasil na categoria religião! =DDD 

A sensação é de alegria e ao mesmo tempo de surpresa, pois é a primeira vez em que o Blog participa do Concurso e sem falar na quantidade de outros blogs muitos bons que existem espalhados pela web. 

E, é claro que eu não poderia de deixar de agradecer a todos que votaram! Sem esse apoio nada disso seria possível, afinal o sistema de votação do TopBlog só permite que cada usuário vote uma vez, ou seja, isso só valoriza ainda mais cada voto recebido durante campanha. Agradeço de verdade, a todos que aos que leem e acompanham de uma forma ou de outra todos os posts e tiveram a oportunidade de votar. Foi esse o diferencial que fez o Inconsciente Flutuante figurar entre os blogs mais queridos do Brasil. 

E agora nós temos o segundo turno pela frente. Esta etapa é final onde vão ser eleitos os 3 melhores blogs do Brasil em cada categoria. A votação começa do zero novamente e como na primeira fase continua sendo pública.

Portanto, eu gostaria de pedir o seu apoio de novo e um votinho (é um só mesmo, pois cada "eleitor" só terá o direito de votar uma vez). =D 

Para votar é fácil! Você pode clica ness link: 



Neste simpático banner: =]



Ou, através do próprio site:



Depois de clicar você será direcionado para a página do "Inconsciente Flutuante" no prêmio para digitar os seus dados. Mas atenção, o voto só é valido após a confirmação por e-mail, caso contrário ele não será computado. 

Obs: A votação terminará no dia 22/11 então não temos muito tempo, por isso é importante votar o quanto antes. =] 

Você pode repassar isso também aos seus amigos e dar a eles a oportunidade de votar também! Todos os votos serão bem-vindos. o/ 

"O Top Blog é uma grande rede de divulgação viral pela rede internet. A expectativa é que 500.000 mil blogs participem indexando, fazendo campanhas para divulgar e disputar o voto dos leitores de blogs (eleitores), população estimada em 28 milhões de internautas. Além da divulgação viral, será realizada campanha institucional sobre o Prêmio em mídias on-line e off-line (TV, Rádio, Mobile e Internet) com abrangência em todo o território nacional."

...

Preguiça de imaginar

Conciliar textos e imagens... Talvez isso não seja nenhum pouco novo, afinal eles se relacionam desde que os homens tiveram a necessidade de registrar fatos e se comunicar uns com os outros. Mas, essa interação com certeza mudou conforme os séculos, se até pouco bem tempo atrás as figuras eram apenas a “cereja do bolo” nos textos atualmente elas ganharam tanta importância que já superam o valor dos relatos escritos em muitas situações.

 

Para comprovar isso não é difícil, basta acessar qualquer veículo de comunicação (seja ele impresso ou virtual). Somos bombardeados de imagens por todos os cantos e se antes as figuras eram somente um atrativo para lermos determinado artigo hoje elas nos dizem mais que as próprias manchetes. Houve sim essa inversão, o sentimento que temos é que ao vermos as ilustrações os textos não precisam mais serem lidos... 

Esse comportamento também pode ser observado nas redes sociais, onde as pessoas compartilham aquelas imagens legais com citações de personalidades ou até mesmo populares associadas a uma figura que traduza o contexto daquele pensamento. E eu como sou muito interessado pela parte de edição de imagens resolvi fazer alguns pequenos poemas neste formato (talvez um pouco conservador, pois busquei um modelo simples de edição rs) como vocês podem ver acima. =D

Eu compreendo que o nosso cotidiano é extremante agressivo, onde o nosso ócio é inexistente e não temos tempo hábil para ler qualquer conteúdo que exija uma leitura mais aprofundada. Em contrapartida, nós temos uma oferta de informações que brotam aos montes aos nossos olhos compulsivamente em milésimos de segundo.

E como equacionar esse martírio? Como equacionar esse martírio num mundo onde os pensamentos são apenas apresentações de Power Point, músicas são apenas videoclipes e pessoas são apenas as fotos dos seus perfis nas redes sociais?

A imagem substituiu quase tudo... Até mesmo as nossas Bíblias que não são ilustradas parecem sem graça... até elas...

Isso por que as imagens nos trazem uma rápida visualização das coisas, elas abreviam o caminho entre a descrição e a imaginação. E cada vez mais é evidente que não conseguimos mais nos desligar dessa abreviação por que nós não temos mais tempo para ler e imaginar o que está escrito. Isso está nos sendo roubado! E o pior, de maneira tão sutil que nem percebemos...

Hoje nós pagamos para que os profissionais da comunicação imaginem por nós e modelem as imagens que nos farão comprar um produto com uma simples propaganda de menos de um minuto. Nós pagamos para sermos guiados pelo desejo de ter apenas o que nos enche os olhos, infelizmente.

Não que imagens as sejam insignificantes, não é isso. Mas, que nem só delas possamos alimentar a nossa essência.

Eu confesso que, guardo uma profunda admiração pelas pessoas que ainda conseguem ler um livro sem ilustrações, que conseguem ler um jornal detalhadamente, ou até mesmo um simples texto como esse. Admiro de verdade. Eu admiro inclusive você que chegou até aqui! =]. E, todos aqueles que ainda não foram dominados por essa tal “preguiça de imaginar”.

Jah Bless!

...

Obs: Esse texto foi publicado no dia 1/11/11 às 11:11. Só não me perguntem sobre numerologia, pois, vou ficar devendo... =P

Sobre os Trilhos

Os vagões que vagavam vagarosamente para quem não podia esperar...

Essa é uma foto muito singela que eu tirei na estação de metrô Portuguesa-Tiête em São Paulo enquanto um problema técnico fez com que os vagões atrasassem alguns minutos naquele belo sábado de sol.=]

É engraçado como todas as pessoas estavam muito inquietas com um pequeno atraso. Realmente a rotina em Sampa não  deve oferecer muitas alternativas para quem deseja manter o bom humor no dia-a-dia rs. Além dos diversos fatores culturais essa enorme necessidade e o problema para se locomover afetam diretamente o emocional do paulistano, não é por acaso que eles são taxados como frenéticos e estressados por natureza.

Porém, eu confesso que de certa forma toda essa movimentação me encanta. É claro que isso é muito fácil para quem não vive em São Paulo, visita a cidade duas ou três vezes no ano, andou de metrô apenas em finais de semana e não convive diariamente com o caos social da metrópole. Enfim...

É que eu sempre fico empolgado quando me vejo na possibilidade de andar em alta velocidade sobre os trilhos. Talvez, seja apenas coisa de gente do interior. Mas, eu acredito que essa sensação vem junto com lembrança da primeira vez na qual utilizei o metrô como meio de transporte.

Era janeiro de 99, eu e meus pais voltávamos de viagem do Ceará numa época onde não existia linha direta para Campinas, ou seja, o desembarque em São Paulo era inevitável. E apesar de estarmos carregando diversas malas o meu pai resolveu cumprir uma pequena promessa que ele me havia feito quando eu ainda era mais novo: andar de metrô/.

Nós deixamos as malas com a minha mãe e compramos os nossos bilhetes. Foi uma volta simples, uma ou duas estações e já retornamos ao lugar de origem que era justamente a estação Portuguesa-Tiête. Para o meu pai foi como dividir um pouco das coisas interessantes que ele viveu em São Paulo comigo, para mim foi como andar de montanha-russa, acredite! =D

...

Obs: Esse texto foi escrito antes da paralização que ocorreu ontem na Linha Amarela do Metrô ^^ (veja aqui). Quem coisa, heim... rs

...

Rotações

Às vezes o mundo gira,
às vezes o mundo para.
Às vezes você é o freio,
às vezes você é o eixo.

=]

...

Pronomes

Meu caso, meu flerte, meu rolo...

Talvez, nós temos sim um sério problema com intitulação um do outro em relação aos nosso laços afetivos.

Afim de contornar isso de forma justa eu proponho adotarmos o seguinte:

Você me chama de "meu broto" e eu te chamo de "minha mina". Como seu broto eu posso ser o seu broto de felicidade e como minha mina você pode ser a minha mina de prazer. rs

Que tal? =]

...

Canalização

Ao abrir uma torneira é impossível lavar as mãos com a água que ainda está na caixa d'água ou com aquela que já escorreu pelo ralo. A única água que você usufrui de verdade é daquela que sai pela torneira durante o exato momento no qual ela está aberta.

O mesmo acontece com as energias que estão canalizadas no seu corpo.

Tão importante quanto esvaziar-se é desobstruir-se por inteiro para que a felicidade circule por você e por todos que estão ao seu redor.

Seja fluídico... Mantenha limpo todos os encanamentos do seu ser. 

Desencane! =D

...

Dramaturgia

Ao assistirmos um bom filme pela primeira vez somos dominados por uma forte sensação de empolgação e deslumbramento que nos traz um imenso prazer naquela hora. As emoções inéditas, surpresas no decorrer da trama e a espera de um desfecho nos fazem perder a noção da série de detalhes que foram necessários para produzir aquele filme. E é justamente por isso que nos envolvemos com a história por que não sabemos o final dela. 

Afinal, quem nunca assistiu um bom filme no qual marcou a sua vida? E quem nunca quis assisti-lo novamente em uma outra oportunidade? =].

 
Ao assistir um filme pela segunda vez nós temos basicamente duas possibilidades. Podemos assisti-lo com um olhar mais técnico observando melhor a atuação dos atores, o posicionamento câmeras, o figurino, etc. Ou, podemos vê-lo com aquele mesmo olhar que tínhamos antes de assisti-lo, ou seja, um olhar puro o suficiente para nos envolvermos com a mesma história outra vez. 
Do primeiro modo temos uma tendência inconsciente de achar tantos defeitos no filme que vamos aos poucos perdendo o interesse até chegar num ponto que ele se torna um puro tédio. Já da segunda forma iremos desfrutar de uma viagem agradável, apesar de sabermos o final da história ainda poderemos nos encantar com as surpresas do roteiro. Pois, vamos viver aquele personagem como um ser desconhecido. 

Refletindo sobre isso percebemos que a mesma coisa acontece com as memórias da nossa vida. Quando remoemos constantemente o passado com excesso de julgamentos acabamos por estragar o melhor das nossas experiências vividas. Tudo perde o encanto e nos traz um sabor amargo. 

Sendo assim, para guardarmos as nossas lembranças de forma com que elas fiquem bem preservadas temos que lembrar dos momentos que vivemos como se nunca tivéssemos de fato os vivido. É exatamente isso! É relembrar como se não soubéssemos o final das nossas histórias. Fazendo assim, podemos não só relembrar e sim reviver as experiências que um dia nos trouxeram tantas alegrias. Faça um teste... =]

E tudo será sempre colorido, não desbotará e nem perderá o brilho...

Quanto a tudo o que foi dito só tenho a declarar que: eu não enjoo de assistir "Piratas do Caribe", relembrar os bons momentos da minha existência e rir das bobagens que já fiz. =P. kkk

...

Atentados Poéticos

Nesse fim de semana o atentado terrorista de “11 de setembro” irá completar uma década. Isso não novidade para ninguém eu imagino, até por que não faltam/faltarão textos, reportagens, documentário sobre o tema por esses dias na mídia.

Eu seria displicente se dissesse que os atentados foram bobagem ou algo do tipo. Nenhum ato com objetivo de matar milhares de pessoas seja por qual motivo for deve ser banalizado, mas o que precisamos repensar é como alguns aparentemente podem ter mais “valor” que outros.

A denominação desse atos também é algo muito curioso, por exemplo: 

Quando falamos "Atentado" soa com um ar de repúdio e todo mundo se sente atingido. Agora quando se fala em "Missão Pacífica” no Afeganistão soa bonito né? Soa com um ar de virtude, porém na prática casou um efeito muito mais devastador do que um atentado terrorista.
Não vou me atrever a dizer que os EUA encomendaram ao Osama Bin Laden tal "favor", ou que, naquele momento por alguma razão aquele atentado seria uma “boa” para os americanos. Não quero dizer nada disso, até por que não sou ninguém para afirmar tais hipóteses. 

A única coisa que eu quero hoje é falar sobre outros tipos de atentados: os atentados poéticos... Sim, eles existem! =D. E são eles que eu quero exaltar. Soldados com coletes à prova de desânimo, capacetes de criatividade, rifles com versos engatilhados... 

E, para provar que é possível arrasar quarterões com bombas de poesia assistam esse vídeo que compartilho aqui com vocês hoje.


Um gesto aparentemente simples como esse de amarrar poemas em bexigas e depois deixá-las ganhar o céu numa noite qualquer me faz acreditar que o bem também pode encher os olhos. Que as repetidas imagens dos dois aviões se chocando as duas torres do World Trade Center não me chamam tanto a atenção quanto essas que eu não enjoo de ver. 

E principalmente que só o bem pode nos despertar para a realidade e para propagar o próprio bem.

...

Maresia

Todo mundo costuma imaginar o Céu com aquelas nuvenzinhas fofas parecidas com algodão doce...

Porém, eu me sinto diferente. Eu quando vejo o mar logo imagino o Céu. É o Céu! =D O mar faz com que eu me sinta no Céu.

Sendo assim, gostaria de pedir desculpas antecipadamente pela minha ousadia em dizer, mas...

Um Céu sem mar seria muito chato pra mim.

...

Vingança

“A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena” (Seu Madruga) =]

Nesses últimos dias eu venho tentando escrever sobre vingança e tal, e o que mais me surpreendeu foi justamente não conseguir escrever sobre esse sentimento que todos sabem exatamente o que é, porém é tão difícil de se definir.

O que é vingança?

...

Vingança é uma atitude movida pelo rancor que um indivíduo toma afim de prejudicar algo/alguém que ao seus olhos o prejudicou. Ou seja, é uma potencialização de um sofrimento revertido numa tentativa de fazer com que quem o provocou sinta o mesmo, ou algo pior. Esse sentimento pode vir aliado também a uma ilusão de que a pessoa da qual estamos nos vingando nunca mais irá fazer o mesmo mal a ninguém (e principalmente a nós mesmos).


O que me assusta as vezes é o ar divino que a vingança toma no nosso dia a dia. A nossa sociedade querendo ou não contempla a vingança, infelizmente. Ela é normalmente encarada como uma ferramenta para que as pessoas não sofram com as maldades alheias. É uma carta na manga que pode ser usada até como um cartão de visitas:

-Olhem eu sou do bem, mas não pisem no meu calo!

É como nos filmes onde o mocinho que se vinga do vilão acaba sendo aplaudido e exaltado por suas façanhas. E é legal por que nós sempre nos sentimos o mocinho no nosso dia a dia, com o mundo todo conspirando pela nossa derrota, querendo nos ver na lama... Nós incorporamos esse personagem de seres angelicais e ingênuos que não sabem se defender, porém, sabem muito bem se vingar.

É curioso isso não?



O mais curioso mesmo é dizermos que somos pessoas boas com essa sede de vingança dentro de nós. Sede essa que nunca se saciará por que vivemos bebendo água com sal. E quanto mais bebermos dessa água mais prejudicaremos a nossa essência. Ficaremos ressecados e debilitados por dentro e sem nenhuma possibilidade de vislumbrar um estado de espírito mais ameno e em harmonia com o nosso Criador. 

O amor é uma ladeira e para desfrutar do melhor dessa aventura é necessário soltarmos o freio. O rancor é o freio para quem quer caminhar rumo a um desenvolvimento de si como pessoa. Portanto, precisamos nos desapegar de qualquer rancor para termos uma felicidade plena de fato.
  
A vingança em si não resolve nada, não traz nenhum ensinamento para nenhum dos lados envolvidos. A vingança apenas alimenta o ego de quem está querendo machucar o ego do outro. As pessoas não se vingam do outro, na verdade elas se vingam delas mesmas sem perceber. Um espírito vingativo não tem paz dentro de si, pois vive em constante estado de alerta como se estivesse preparando-se para se vingar de todos ao seu redor. A vingança só nos faz igual ou pior a quem nos fez algum mal. Fazendo de nós apenas herdeiros de um ciclo vicioso de energias negativas que se alimenta dos mais pequenos gestos de hostilidade até a explosão de uma bomba atômica.

...

Aqui está

"Aqui está minha vida.
Esta areia tão clara com desenhos de andar
dedicados ao vento.
Aqui está minha voz,
esta concha vazia, sombra de som
curtindo seu próprio lamento..."
Cecília Meireles

Aqui está meu ser,
Perdido nas águas do imenso mar
Oceano desconhecido a navegar
Aqui está meu dizer,
Palavra esquecida de falar
Desejo imenso de gritar...
(Atanágoras Sena)

Aqui está meu escrito,
Esta página marcada pelo grito,
desenhando rota.
Aqui está meu desabafo,
navegando raso
em terra remota.
(Silvia Trevisani)

E esta areia tão clara
tomada sem licença
e com ajuda desta concha
colocada numa ampulheta
que conta implacável o tempo
os dias, anos, semanas.
(Guilherme Coutinho Tomaz)

Aqui está minha vida
Com muitas coisas a fazer...
Tarefas cumpridas
Eu era barro teimoso
Fui me moldando
Me superando
Me esculpindo
Existindo... Resistindo
(Arlete Trentini)

Aqui está a minha esperança
esta casa que me abriga e te acolhe...
(Neusa Doretto)

Aqui está meu mundo,
derradeiro, moribundo.
Aqui está meu afã,
esgotado de mim.
Um adeus!!!
(Teresa Azevedo)

Joguei minha existência nas águas.
Na concha pude ouvir...
Sinos tocam, fundo do mar.
Correntezas levam...
Voltam em sussurros, latente.
Ondas que batem na areia...
Silenciados tesouros!
(Ana Lago de Luz)

Aqui está o meu mapa lúdico
palavras singelas jogadas ao vento,
livres sons e sentimento.
Sou uma ave ressonante,
voz lunar em síntese e contentamento.
(Alberto Araújo)

Pé descalço,
caminhando pela areia.
O sol pairando no céu.
Olhando de um lado para outro
a procura...
Tudo está vazio, marcando o tempo,
da ausência que ficou.
(Yvi Brasil)

Aqui, onde já fui ventania
e hoje me vejo mansidão
Aqui, onde ainda faço parte de mim
sendo a luz que irradia um olhar
Sendo o tempo que foge sereno,
sendo Eu, Este, Aquele
Sem deixar de ainda sermos Nós...
(Charlyane Mirielle)

Leve-a é sua, não a machuque,
É muito frágil, mas grandiosa...
(Magda Pinheiro)

Aqui estou eu,
Translúcido como a água
Transitando em mundos fora de mim
Avistando o cais ao longe
e nadando com tudo para logo chegar
Aqui estou eu, lutando,
com a mente sempre em foco
para a vitória alcançar.
(Márcio Martelli)

E sob areia alvíssima,
Deixo minhas pegadas ...
O vento sopra de mansinho...
Como cantiga... numa concha fosse...
Minha voz ecoa baixinho...
... ninando meus passos e sonhos!
(Betina Marcondes)

Aqui está minha vida
Esta sombra tão fria sem luz a ocultar
saltitados de tempo.
Aqui está uma foz
esta mágoa baldia bebendo ilusão
envolta em seu próprio rebento.
(Delmo Biuford)

Feito grão de areia perdido
entre os pares,
esgueiro-me entre ondas
neste mar de ilusão.
(Andrade Jorge)

Aqui está o meu sentimento
Este mundo de sensações a se expressar
e me fazer enxergar por dentro.
Aqui estão os meus olhos,
Estas objetivas que captam e tem o dom
de apreender imagens com abrangimento.
(Rosana Nóbrega)

Aqui está minha veia.
Esta que jorra sangue ao te deixar
sem um ponto ao menos.
Isso foi o que sobrou de nós,
esta pele seca, escamas de amor
limão, vinagre e orégano.
(End Fernandes)

Eis aqui as marcas
romanescas de meus devaneios.
Tão etéreos, tão livres,
amantes, aéreos...
Sulcando a estrada íngreme
de minhas andanças.
Eis a fronha embebida,
das lágrimas acirradas,
que contam absortas,
a minuta da minha vida...
(Glória Salles)

Aqui está meu punhal.
Faca cravada no peito, espinho de doer
sem direito a lamento.
Aqui está meu querer,
este coração vazio, que sobrou sem cor,
sem amor, só sofrimento.
(Angela Ramalho)

...


------------------------------//------------------------------

Salve Galera!
Os multiolhares e a compilação de sentimentos de uma poesia coletiva é o que mais me fascina, pois me trazem uma sensação de bem estar e sintonia poética rs. E, essa foi uma das que rolou lá no blog Portal do Poeta Brasileiro da qual eu tive o prazer de participar. Achei incrível o resultado desses versos juntos e resolvi postar aqui também.
Espero que tenham gostado. =]

Jah Bless

O Pitar do Preto

Alguém aqui frequenta/frequentou ou já foi num Centro Espiritual de Umbanda?

Eu imagino que a maioria vai dizer não (inclusive eu rs).

Agora, e se eu perguntasse assim:

Alguém aqui saberia me dizer o que acontece e/ou como é um Centro Espiritual de Umbanda?

Aí, talvez já seria diferente. Talvez, muitas pessoas conseguiriam me responder. Talvez, elas responderiam algo como:

-Ah! Tem um povo vestido de branco fazendo macumba, invocando o capeta, batucando, comendo, dançando e fumando... ^^

É aí que eu fico refletindo e penso:

Qual é a Igreja onde as pessoas não cantam, não utilizam instrumentos, não comem, não bebem, não dançam ou não se vestem com trajes específicos durante as suas cerimômias religiosas?
É engraçado como nós “conseguimos” descrever pejorativamente lugares ou até mesmo pessoas dos quais não conhecemos. Na verdade, ao meu ver esse é um dos piores defeitos que podemos ter como seres humanos. A tradução disso é preconceito! E algumas vezes acontece sem que possamos perceber. 

A Umbanda é uma das religiões mais marginalizadas que temos na nossa sociedade e por que isso acontece?

Isso acontece porque alguns indivíduos ao se sentirem insatisfeitos com as suas crenças procuram outros meios (sejam eles quais forem) para alcançarem seus objetivos pessoais e terem as suas vaidades saciadas.

Exemplo:

Um cristão/cristã que se sente infeliz no amor e resolve se consultar com um Pai de Santo para trazer de volta a pessoa amada.

Agora eu pergunto:

Que privilégios Umbanda têm para as pessoas só a procurarem quando querem algo que a outra crença delas não as deu?

A Umbanda é uma religião como qualquer outra, nem melhor e nem pior, portanto, se você está infeliz na sua fé por não conseguir certas coisas faça uma análise da sua conduta ao invés de querer conquistar as coisas na marra para satisfazer apenas a sua vaidade.

Não faça como alguns que não se informam sobre o verdadeiro significado da Umbanda e depois reclamam de oportunistas que “roubam” o seu dinheiro. E além de tudo saem difamando a fé de quem pratica a Umbanda de forma correta almejando um crescimento espiritual. Não reconhecem que o erro está neles e ninguém mais. E, Comprometem a imagem de uma religião que pode ser sim fonte de Luz para muitas pessoas.


http://youtu.be/PWjdn1mnyxQ 

Quando você quiser procurar uma religião (seja ela qual for) procure-a com apenas um objetivo: desenvolver a sua espiritualidade.

E se você desejar mesmo conhecer os ensinamentos da Umbanda saiba que existem muitas pessoas comprometidas com o bem que estão dispostas a esclarecer muitas dúvidas para qualquer um. Se for o caso leia e pesquise antes de procurar um Centro de confiança para não fazer um julgamento errôneo dos verdadeiros valores dessa religião ou até mesmo dos seus praticantes.

A diversidade religiosa vem apenas para enriquecer a nossa cultura e nos trazer outros pontos de vista de como as pessoas podem expressar de maneiras diferentes a sua fé e meio a ligação que elas possuem com o Transcedente. Mas, para isso o primeiro passo é o respeito para com a fé do próximo, caso isso não aconteça estaremos no sentido contrário daquilo que o Criador propõe para a nossa exitência terreste.

...

Ópio do povo

Aceitar que o marxismo é utópico e ultrapasado é o primeiro passo para se começar a pensar numa outra forma de se fazer uma Revolução contra o capitalismo. o/

...

Voo

A sala de embarque,
asas e turbina.
A saudade que bate,
azar e ironia.

Agora, literalmente ou não,
os corpos menos densos que o ar.
Sem paraquedas o meu coração
em pleno voo querendo saltar.

Incerteza e turbulência
dentro de mim.
Sem rumo, sem referência
e o tempo ruim.

-Enfim, o voo...

Entrelinhas
entre as nuvens.

As algemas de algodão doce,
as confissões de um réu na delegacia,
a oração para que preso fosse,
à parte de luxo ou qualquer regalia.

-Enfim, eu vou...

Arremeter o pouso e a pulsação.

Ambos partem.

...

E quem parte com o coração
partido também fica.

...

Campanha Topblog 2011

Salve Galera! =]

É com enorme satisfação que eu venho comunicar a vocês que o "Inconsciente Flutuante" está participando de um dos mais importantes prêmios da blogsfera no Brasil: O Prêmio Topblog 2011. o/

"O Top Blog é uma grande rede de divulgação viral pela rede internet. A expectativa é que 500.000 mil blogs participem indexando, fazendo campanhas para divulgar e disputar o voto dos leitores de blogs (eleitores), população estimada em 28 milhões de internautas. Além da divulgação viral, será realizada campanha institucional sobre o Prêmio em mídias on-line e off-line (TV, Rádio, Mobile e Internet) com abrangência em todo o território nacional."

O concurso vai ser dividido em duas partes. Em um primeiro momento serão eleitos os 100 melhores blogs em suas respectivas categorias através de uma votação popular, ou seja, com a votação aberta ao público onde todos podem votar. =D

Sendo assim, eu gostaria de pedir o apoio de vocês e um votinho (é um só mesmo, pois cada "eleitor" só terá o direito de votar uma vez).

Votar é fácil! Clique no simpático banner ou no link embaixo dele:


 
Depois de clicar você será direcionado para a página do "Inconsciente Flutuante" no prêmio para digitar os seus dados. Mas atenção, o voto só é valido após a confirmação por e-mail, caso contrário ele não será computado.

Obs: Este banner ficará visível no blog até o final do concurso, para quem não votou ainda ter a oportunidade de contribuir também. =]

...