Punição exemplar


Punir foi método que a sociedade encontrou para coagir as pessoas que tem atitudes que negam/impedem/ofendem o bem comum, sendo assim o sujeito que comete um ato que traga malefícios ao bem estar do grupo não está apto a viver em sociedade, logo deve ser punido. O que as vezes as pessoas não entendem é o motivo. O indivíduo (na teoria) não é punido para compensar o ato que cometeu, ele é punido para se ressocializar e ter condições de viver em sociedade novamente ou ainda servir de exemplo para intimidar os outros membros do grupo à não cometer os mesmos atos.

Porém, a justiça é feita por indivíduos que só pensam em seus próprios interesses que não aceitam opiniões que contrariem os seus dogmas e ameassem o seu poder. Por isso homens que são muito além do seu tempo que tragam um novo modo de pensar e ver o mundo, e que lutam por isso acabam sendo presos. Assim foi com Tiradentes (kkk exagero talvez, eu sei =]), Nelson Mandela, Martin Luther King Jr, Mahatma Gandhi, Galileu Galilei, Jesus Cristo... além de muitos outros.

Cristo por exemplo, foi condenado simplesmente por oferecer uma visão de vida diferente do que vivia a sociedade judaica. Sua condenação foi para servir de exemplo para todos aqueles que ousassem seguir sua ideias.

Desde então os cristãos ganharam adeptos e hoje  são a maior religião do mundo, mas ouve muita mudança no modo de pensar do cristianismo no decorrer da história. No começo o exemplo de cristo servia como motivação para continuar lutando fervorosamente por um ideal, hoje o exemplo de cristo limita os seus seguidores.

Até o século V os cristãos sofreram com as perseguições por causa de seus ideais, a maioria deles foram torturados antes de morrer. Quando olhamos para a morte dos primeiros cristão vemos que eles sofreram de modo até superior a Cristo, Paulo por exemplo, além de ser crucificado, foi crucificado de cabeça para baixo. Aí você observa uma dedicação do discípulo para com o mestre, do tipo “se Ele lutou eu tenho que lutar em dobro”. Infelizmente, os cristãos de hoje estão limitados dentro do pensamento “Cristo morreu pelos meus pecados”, ou seja, cristo já sofreu por você e agora é só goza disso tudo, como se todos os conflitos tivessem sido cessados.

O cristão de hoje em dia adora colocar camiseta, chaveiro, adesivo. Mas, o espírito revolucionário ficou longe faz muito tempo, os cristão se fecham cada vez mais dentro de grupos como se fosse legal ter Deus só para eles. Quem sabe um dia consigamos resgatar o verdadeiro sentido da crucificação de Cristo...

Por que “eles” queriam o nós NÃO seguíssemos o seu exemplo, e é exatamente o que estamos fazendo.

...