Sacrifício

É complicado falar em sacrifício, porque na verdade ele faz parte do nosso dia-a-dia. Temos que sacrificar algumas coisas para conseguir outras, e numa sociedade que ao mesmo tempo idolatra o prazer existem o movimentos que pregam a abstinência dele. E como de sair bem no meio disso tudo? Afinal, existe algo que vale apena se sacrificar?


Do tolo, o sacrifício enganado
do beato, a pureza genocida.
Das rédias, o freio puxado,
do sangue que jorra, a vítima
Do amor, o fanatismo puro,
do câmbio, a bela moeda de cá.
Do resumo, o entender confuso,
da terra de Alá, a beleza de Bagdá.

Na aversão do seu altar antigo,
No segredo sagrado da sua origem,
Das rolinhas aos ingênuos cordeiros...
qual deles merece o seu sacrifício?
No precipício tateando a tua vertigem.
Na procissão o cantar dos romeiros.

Quem foi o promotor desse tribunal?
quem promoveu o juízo antes do final?

Sangue azul e sobrenome exótico
cadê o mesmo sacrifício dos seus...
Pior que vampiro e chupa cabra,
desconversa, disfarça, he disfarça...
Bebem o sangue do próprio Deus,
e comem a carne do próprio Deus.
Ópios, visão óptica, o ofuscar ótico.

Transfusão de O Negativo, A Positivo.
transferência por rádio, wi-fi, bluetooth.
Servidor Universal, Deus Aplicativo,
Roteadores Angelicais, sinais em comum
Sopro da vida, coexistência no sentir.
Sua carne é minha carne, sua pele é minha pele.
Seu choro é o meu, ninguém e só aqui,
o Sol ilumina a todos a cada dia que amanhece.

Da vitória alheia vem a fácil desconfiança:
“foi o demo que possuiu a pobre moça!”
Obsessão em conseguir objetivos cegos,
esqueceu dos sinais sutis da velha aliança.
Prefere fugir da maré do que pular a onda,
Ajoelhou no milho, e na dor perdeu o elo.

Só quis orar, apenas orar... orar... orar...

Orou... orou até bater a porta na cara do mendigo.
Oh! perdão... mas, na surpresa: o mendigo era Cristo.

...