Strogonoff de abobrinha

Bem, algum tempo atrás eu fui a um restaurante vegetariano e tal... e lá me deparei com um strogonoff de abobrinha, logo me vi com sérios questionamentos sobre aquilo. kkk. De fato, aquilo era abobrinha no molho ou strogonoff de abobrinha? então comecei a pensar primeiro “o que é um strogonoff?” Entendi que o princípio de um strogonoff é basicamente um prato feito de cubos de carne envolvidos em um molho a base de creme de leite, ponto. Sendo assim, aquilo era um prato com cubos de abobrinha envolvidos em um molho que não tinha por sinal creme de leite, logo, aquilo supostamente não seria um strogonoff... Talvez aquilo seria abobrinha no molho.

Ok. Talvez eu esteja mesmo exagerando! Talvez, um strogonoff não precise de cubos de carne nem de creme de leite... Um strogonoff pode ser cubos de alguma coisa envolvidos em molhos de outras coisas que realcem o sabor dos cubos de alguma coisa. =]

Enfim, depois dessas conclusões continuei ainda sim pensando...

Qual o objetivo em batizar um prato vegetariano com alusão a um nome de um prato não-vegetariano? Bem, se eu estou disposto a ir em um restaurante vegetariano é fato que eu não estou disposto a comer derivados de carne naquela minha refeição. E continuei sem entender como o cara que batizou aquele prato não pensou que seus clientes se sentiriam tentados a pensar em comer um strogonoff de verdade quando vissem a descrição da na borda da bandeja e entendessem que aquilo de strogonoff não tem nada.

Se eu não preciso me alimentar fisicamente de carne, por que eu preciso me alimentar psicologicamente? Consumir carne não essencial é para sobrevivência humana, mesmo assim ainda nos vemos de certa forma a necessidade de consumir psicologicamente, ou seja, “tá, eu estou comendo esse pedaço de abobrinha imaginando que seja um pedaço de bife, pois reconheço o quanto é horrível fica sem ao menos a ideia de come o tal bife”kkk. Na verdade eu acho isso muito engraçado =] Você não precisa substituir, você pode acrescentar a sua vida um novo modo de se alimentar. Saboreie os frutos, legumes e verduras com sabor que eles mesmos possuem.

E eu ainda tenho pra mim que a lance de ser vegetariano ajuda sim as pessoas a se conduzirem melhor espiritualmente, mas simplesmente ser vegetariano não vai te fazer plenamente evoluído. Ainda há muitas outras coisas a se fazer, e tenho certeza de que muitas pessoas não-vegetarianas estão sim bem encaminhadas rumo a Luz. Afinal, como diz a escritura o que torna os homens puros não é aquilo que eles colocam dentro de suas bocas, e sim o que sai delas. E, por enquanto, seguirei assim não-vegetariano...

...