Materialização da Fé (parte II)

Estamos numa época onde tudo é instantâneo (menos os chocolate em pó =]), e eu gosto muito disso dessa dinâmica toda e tal, mas não são em todos os casos em que se pode esperar tudo isso. O desejo por resultados imediatos nos deixa dependentes de demonstrações concretas daquilo que estamos fazendo, exigimos cada vez mais um menor espaço de tempo entre a ação e efeito surtido pela mesma. Não conseguimos nos desligar desse mundo material. E uma das coisas que estamos materializando mais nesses últimos tempos é a nossa fé, nós somos tão incompetentes para ter fé que só acreditamos que temos a partir de resultados materiais.

E de repente aparecem aqueles líderes espirituais pedindo grana e dizendo que através da sua Fé que irão construir Igrejas enormes; e depois de feitas eles exibem aquilo como um grande troféu, por que foi fé do povo que construiu aquele altar. E as pessoas se sentem bem satisfeitas ao perceberem que conseguiram um templo de oração enorme, e como se o tamanho da fé delas fosse do tamanho daquele templo. Quando vamos à Igreja e depositamos o nosso dízimo apenas confirmamos a nossa incompetência de nos permanecer perto de Deus durante aquele mês que se passou. 

Aí materializamos algo que não temos, fé. Tentamos recompensar as nossas falhas com dinheiro e oferendas quando ideal seria trabalhar nossos defeitos para não comete-los mais, e ai sim atingir nosso objetivo próximo ao Pai: convivermos em civilizadamente e seguir em direção a Luz.

Deus-Pai-Todo-Poderoso já tem o Universo, Ele não precisa de mais nada físico! precisa sim de semeadores da Luz, filhos e filhas que desenvolvam a própria evolução e a dos demais irmãos de coexistência. Lembrem sempre que o maior templo espiritual que existe é você mesmo em favor do Bem. Acredite no poder sutil da sua fé, aquilo que nos move, não quebra, não arranha, nem desmorona. A fé quando fervorosa provoca efeitos sutis e de força inimagináveis, deixe de provar o poder e sua fé comparando os resultados obtidos a partir dos princípios materiais.

"Respondeu-lhe o Senhor: Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a esta amoreira: Arranca-te e transplanta-te no mar; e ela vos obedecerá" (Lc 17.6).

Precisamos ter mais humildade para na falta de excelentes resultados nos alegrarmos com os bons, e não querer tudo de uma hora para outra. Saiba dar valor os pequenos progressos, entenda que eles são a base de grandes evoluções. Os maiores progressos espirituais do ser humano nem sempre se demonstram aos olhos e nem através do ciclo orar-orar-orar-ganhar-orar-orar-orar-ganhar-ganhar-ganhar. Saiba perder... sem perder a fé.

...