Dinheiro na mão, ou a falta dele.

Muitas vezes nós estabelecemos metas na nossa vida a partir do momento que tivermos grana. Porém, cada vez mais nos vemos num ciclo vicioso sem fim, onde quanto mais você ganha mais você precisa gastar.Todo dinheiro ganho tem que ser investido o mais rápido possível, e de forma precisa para que não levemos a vida a falência. Nas "demonstrações de resultado" no concluir das metas desejamos sempre ostentar o lucro de nossas ações. Tudo passa a ser necessário e urgente, viver exige agora uma certa habilidade em administração. E afinal de contas, qual a logística da vida?


-Tio, por favor me dá uma moeda...
-Pai, por favor me dá uma Mercedez...
Qual das necessidades é necessária?
Qual das importâncias é importante?

O que te faz sentir impotente?
Dinheiro na mão, ou a falta dele.
O que te faz sentir perto de Deus?
Dinheiro na mão, ou a falta dele.

Minha doação não precisa de atravessador.
Os meus Mestres pregavam ao ar livre.
Eu não vou pagar seu ar condicionado!
Eu não vou bancar seu altar de mármore!
Minha fé não precisa da acústica de teatro,
mega estrutura, mega palco, mega holofote.

Com as árvores eu aprendo mais,
elas falam pouco e fazem muito.
Purificam o ar de forma eficaz,
desperdiçam sementes e frutos.
Abrigam infinitos ecossistemas,
renovam as folhas a cada outono.

-Tio, por favor me dá uma esmola...
-Pai, por favor me dá uma milagre...
Qual das duvidas é mais duvidosa?
Qual dos tédios é mais entediante?

Ouvir aquilo que se espera ouvir
é mais agradável que ouvir a verdade.
Prometer o que não se quer cumprir
é enganar a si mesmo por pura vaidade.
Não gastar não é igual a distribuir,
distribuir não é negar a sua vontade.

O que te faz sentir mais inútil?
Dinheiro na mão, ou a falta dele.
O que te traz autoconhecimento?
Dinheiro na mão, ou a falta dele.

...